As Lições de La Casa de Papel sobre Público Alvo

As Lições de La Casa de Papel sobre Público Alvo

Vamos falar de Público Alvo de um jeito diferente?

Sempre defendi que todo mundo possui potencial criativo e de aprendizagem infinito e que é um erro do sistema de ensino atual (de uma boa parte das vertentes educativas, sejam públicas ou privadas) tentar ensinar as pessoas de forma monótona e maçante.

Claro que quem quer vai atrás, estuda e consegue de fato evoluir, mas pensa comigo: conhecimento transforma, não é mesmo? Então, que tipo de transformador você, que detém algum conhecimento, quer ser? Passivo e reativo ou aquele agente de mudança ativo que distribui conhecimento e ajuda a mudar o mundo?

Bom, eu gosto mais da segunda opção. Então pensei, pensei e pensei em como desenvolver uma forma de ensinar que atinja o maior número de pessoas possível, visto que muita gente tem preguiça de estudar – eu sei disso porque eu tenho, rs.

Vamos, então, ao que interessa: decidi testar uma serie de conteúdos que utilizam elementos cotidianos para falar de Marketing Digital. E (pasmem) existe muito a se aprender com as séries e filmes que temos disponíveis no mercado. Você só precisa colocar um pouco de observação na sua diversão e as associações neurais fazem o restante.

Nosso cérebro é espertinho e cria associações para facilitar o aprendizado, então quanto maior o estimulo e quanto menos ligado ao tédio ele estiver para você, mais fácil vai ser de aprender.

Espero que curta este primeiro post e não se esqueça de, após terminar de ler, dar seu feedback. Boa leitura.

Josimar Santos – Especialista em Marketing Digital

como la casa de papel te ajuda a entender público alvo

O QUE LA CASA DE PAPEL ME ENSINOU SOBRE  A IMPORTÂNCIA DE CONHECER O PÚBLICO ALVO!

Quando se fala de marketing digital, temos milhares de técnicas e métodos para alcançar o principal objetivo das empresas: vender! E, atualmente, não existem dúvidas de que utilizar a AIDA atração (do público alvo), interesse, desejo e ação – é o que mais tem trazido retorno (e se você não sabe como funciona essa estratégia, eu escrevi um artigo falando sobre isso também, só clicar aqui para visualizar).

Dentro da AIDA a primeira etapa é a atração. Atrair o público alvo é o princípio básico de uma estratégia eficiente. Quanto mais pessoas você traz para apresentar sua ideia, seu propósito, seu conhecimento e, por fim, seu produto – e frisem nessa parte, somente no fim seu produto, isso é importante –, maiores são as chances de você vender.

Mas o que La Casa de Papel tem a ver com isso?

Bom, primeiro que a série inteira é uma aula gigante sobre relacionamento, se você não percebeu é porque assistiu errado! E se ainda não assistiu, cuidado, teremos pequenos spoilers.

O professor e a importância de entender o Público Alvo!

Quem já fez algum treinamento sobre atendimento, vendas ou qualquer área que fale sobre como conquistar um cliente, já deve ter ouvido alguém citar Sun Tsu e Arte da Guerra no que diz respeito a conhecer seu inimigo. “Ah, Josimar (amo meu nome, rs), mas você está dizendo que meu cliente é meu inimigo?”. Sim e não! Seu cliente é seu melhor amigo, mas existe dentro dele uma parte chatinha que sempre vai fazê-lo pensar duas vezes antes de comprar seu produto ou serviço. Esse outro eu dentro dele, que inicia uma DR assombrosa antes da compra, cria várias objeções que seu cliente amado não pensará duas vezes antes de usar contra você!

Sabendo disso, nosso queridíssimo e admirado Professor (ou o Salva como a gente que é mais intimo chama) teve a brilhante ideia que milhares de pequenos empreendedores perdem dinheiro por não ter: vou conhecer meu público alvo.

Mas quem era o público alvo do professor afinal? Todos os que fariam com que ele saísse ileso e rico do “assalto” à casa da moeda da Espanha.

E que estudo bem feito! Primeiro ele leva em consideração todo o seu público alvo, depois cria uma estratégia de comunicação para cada um deles, em seguida põe o plano em execução e já deixa previamente criadas estratégias para lidar com possíveis imprevistos (ou nem tão imprevistos assim). Pensa num plano incrível!

Mas, calma, vamos detalhar melhor:

como o professor de la casa de papel definil seu publico alvo

Definição de público alvo do Professor

Já ouviu falar em criação de personas, público alvo, avatar e outras que basicamente estabelecem para quem você quer vender? Não? Temos um artigo mara que vai te dar uma luz nesse tema. Só clicar aqui 😉.

Então, o Professor é um mestre de estratégia, por isso sabia que, para seu plano dar certo, ele tinha que levar em consideração todo o público alvo!

E ele fez muito bem a lição de casa. Vou separar alguns exemplos aqui que me deixaram maravilhado:

publico alvo e como as caracteristicas da policia em la casa de papel

Primeiro público alvo: A polícia.

O que é explorado: medos, inseguranças, responsabilidade, escassez (de tempo), reputação, entre outros gatilhos (não sabe o que são gatilhos mentais? Acesse nosso post sobre o assunto).

Essa com certeza foi uma das personas mais importantes do plano, e para entender como atrair esse público, o Professor precisou ir a fundo no seu dia a dia, seu tempo de resposta, suas fraquezas, seus conflitos internos. Isso fica muito claro em praticamente todas as cenas em que se mostra o Professor falando sobre as possíveis reações da policia em determinadas situações. Lembrando que o Professor não trabalhava na policia e, ao que tudo indica, não tinha nenhum informante lá de dentro, então tudo se deu com observação e pesquisa!

Segundo público alvo: A inspetora:

O que é explorado: medos, inseguranças, desejos (de se por a prova), emocional, moral, entre outros gatilhos.

Essa com certeza foi um dos maiores alvos de estudo do Professor. Imagino que dentro de sua pesquisa a relação dela com o ex-marido, sua recente problemática com o fato de tê-lo acusado de agressão e de ter sido repreendida e criticada por isso foi um dos fatores decisivos do tom de sua comunicação com ela, que tenta passar a ideia de um homem brando e que se importa, além de valorizar sua feminilidade e tentar até mesmo constrangê-la em alguns momentos. Algumas das atitudes do Professor são única e exclusivamente baseadas na personalidade e fragilidade da inspetora, e suas ações tem êxito em sua maioria por poder prever suas possíveis reações e objeções. Só conhecendo muito bem um perfil você consegue essa previsibilidade.

Terceiro público alvo: A Inteligência Espanhola:

O que é explorado: acho que ficou claro que o que deu maior domínio ao Professor sobre a Inteligência Espanhola foi o ego. Além disso, as relações políticas, a insegurança, o medo e a fragilidade do relacionamento entre eles e a polícia.

Conhecendo as características da Inteligência, o Professor consegue criar situações que manipulem o ego e a sensação de superioridade deles para seguirem exatamente o caminho previsto por ele.

Quarto público alvo: O povo Espanhol:

O que é explorado: empatia, emocional, medo, compaixão, insegurança, revolta.

Conhecer o que faz a grande massa espanhola se emocionar e apoiar uma causa foi essencial para colocar a opinião pública a favor de sua equipe. Usando o poder de prever as reações da polícia, o Professor cria um apelo emocional que conquista a empatia da grande massa, o que dificulta ainda mais a ação da polícia e da inteligência. Essa foi uma das sacadas que mais me fizeram dar pulinhos no sofá de empolgação e admiração.

como estudar o público alvo tornou os reféns aliados ao professor em la casa de papel

Por último, mas não menos importante. Quinto público alvo: Os reféns!

O que é explorado: medo, insegurança, desejo, escassez, revolta.

Cara, sério, essa sem dúvidas foi a maior sacada do Professor. Ok, eles tiveram alguns imprevistos e bolas foras (ah, Arthurzinho, como eu odeio você), mas pensem comigo: é a casa da moeda, e estamos imprimindo alguns milhões de dinheiros, quais as chances de conseguir convencer os reféns a ajudarem? Nenhuma, né? Mas e se eu entrar e der um tratamento ótimo, fazendo com que os reféns não se sintam ameaçados e criem até algum vínculo comigo? E se ainda de quebra eu oferecer um milhão de dinheiros pra eles? Mais uma vez digo: foi perfeito? Não. Mas a ideia aqui é falar de atração, então sejamos honestos: que estratégia bem pensada, né? E funcionou com uma boa parte dos reféns.

Concluindo:

Em resumo, o que aprendemos com o Professor em La Casa de Papel é que para atrair seu público você deve:

1 – Valorizar o indivíduo: saber que cada um tem suas características e peculiaridades e essas são as chaves para alinhar a comunicação e as ações para serem atraentes.

2 – Estudar, estudar, estudar: quanto mais você estuda seu público, mais chances de atraí-lo você tem. Se você conhece os detalhes das preferências de cada uma das suas personas, sua comunicação vai sempre ser o amorzinho da vida deles. 😉

3 – Estar preparado: avaliar as possibilidades, possíveis objeções e questionamentos, além de toda gama de sentimentos que influenciarão na decisão do seu possível cliente.

4 – Ter um plano B: essa é uma das coisas mais importantes na hora de atrair novos clientes, principalmente se utiliza marketing digital, acompanhar a evolução do seu público é muito importante para se manter na frente. Então não desperdice energia e investimento no que não está dando certo, tenha sempre uma carta na manga e não tenha medo de usá-la.

 

Bom, esse foi meu primeiro artigo nesse formato, e espero que você goste!

Acompanhe a Enso no Facebook e no Intagram! Nós compartilhamos muitas informações bacanas por lá!

Compartilha sua visão comigo também! Deixa seu comentário ou entra em contato comigo!

Até mais!

 

Este post tem 2 comentários

Deixe uma resposta